Qual é a maior ilha fluvial brasileira?

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Ela fica no Centro do país, é também a maior ilha fluvial do mundo e divide três estados. É uma Reserva da Biosfera, com reconhecimento da Unesco.

A Ilha do Bananal, localizada no Estado do Tocantins, na divisa com os Estados do Mato Grosso e Pará, é não só a maior ilha fluvial do Brasil, mas também a maior ilha fluvial do mundo. Possui 20 mil quilômetros quadrados e foi declarada Reserva da Biosfera pela Unesco, em 1993.

Foi descoberta em 1773 pelo sertanista José Pinto Fonseca, recebendo inicialmente o nome de Santana. Mas posteriormente passou a se chamar Bananal, devido à existência de grandes bananais silvestres.

Está subdividida entre os municípios de Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão e Pium, no Tocantins, e tem acesso através da rodovia BR-242 que, na ilha, recebe o nome de Transbananal; pela Transaraguaia (extensão da TO-255), além de uma estrada local sem nome.

A ilha é cercada pelos rios Araguaia e Javaés. E, além deles, ainda tem mais seis rios: Riozinho, Urubu, Randi-Toró, Barreiro, Vinte e Três e Mururé.

Existem em toda a sua área 15 aldeias indígenas dos povos Carajás, Javaés, Tapirapés, Tuxás e os Avá-Canoeiros. A maior delas é a Aldeia Santa Isabel do Morro, próximo à cidade de São Félix do Araguaia, no Mato Grosso.

Um pequeno grupo de Avá-Canoeiros, na região da Mata do Mamão, no centro da ilha, ainda rejeita qualquer tipo de contato com a civilização, incluindo os indígenas de aldeias próximas. É o único grupo isolado ainda existente no Tocantins.

As áreas protegidas da Ilha do Bananal incluem o Parque Nacional do Araguaia, uma área de 562 mil hectares criada em 31 de dezembro de 1959 e atualmente sob administração do Instituto Chido Mendes de Conservação da Biodiversidade.

As demais áreas protegidas são a Terra Indígena Parque do Paraguaia e as Terras Indígenas Inãwébohona e Utaria Wyhyna/Iròdu Iràna, que estão sobrepostas com o Parque Nacional do Araguaia.

A Ilha é considerada um santuário ecológico, diante da diversidade de sua fauna e flora. Está numa área de transição entre a floresta amazônica e o cerrado, o que diversifica ainda mais seus recursos naturais. Entre a fauna, por exemplo, há espécimes da Amazônia e do Pantanal, como a onça-pintada, boto, uirapuru, garça-azul e tartaruga-da-amazônia. Entre a flora destacam-se muitas orquídeas terrestres, a maçaranduba, piaçava e canjerana.